sexta-feira, 25 de junho de 2010

Os Noivos - Alessandro Manzoni


A primeira versão desta grandiosa obra foi escrita por Alessandro Manzoni entre 1821 e 1823 e tinha por título "Fermo e Lúcia", nome dos dois protagonistas. Mais tarde, Fermo se tornará Renzo e Manzoni recomeça a trabalhar a obra em 1824, terminando a segunda versão em 1827. Apenas em 1840, a versão revisada com a "verdadeira língua italiana", (segundo o escritor, era o dialeto falado em Florença), é publicada. O título original do romance é modificado, tornando-se então, "I Promessi Sposi", ou "Os Noivos" na tradução brasileira.
O Romance é considerado um legítimo representante do Romantismo histórico italiano. Na Lombardia, entre 1628 e 1632, dois amantes vivem muito sofrimento e dolorosas aventuras de todas as espécies para tentar se casar. Renzo e Lúcia, camponeses analfabetos, moram numa pequena vila e pretendem unir-se, mas são impedidos por um fidalgo devasso que nutre uma paixão pela noiva. A "epopeia do humildes" tem início quando o vigário local ne nega a realizar a cerimônia por medo de Dom Rodrigo, o homem mais poderoso da região, que tem poder inclusive, sobre a vida e a morte daqueles com quem se envolve.
Entre as dolorosas aventuras a que Lúcia é exposta, estão sua permanência num convento na cidade de Monza, que tem na Madre superior uma figura emblemática e de caráter duvidoso, estando unida aos mais crueis inimigos do casal. A pobre camponesa também é obrigada a passar um tempo presa no castelo do Innominato (aquele que não se deve nomear), um assassino cruel que se converte depois de conhecer a jovem prisioneira. A figura do Innominato é real e no romance, Alessandro Manzoni une ficção à realidade.
Já Renzo, vive o drama de sair da sua terra e percorrer outros caminhos, que desencadearão crises dos valores passados e a perda da identidade e das raízes. Ele faz promessas libertárias ao ver o sofrimento da população esquecida pela nobreza e vive uma revolução interna que transforma sua luta em algo bem mais intenso do que a simples procura pela amada.
Quando tudo parecia perdido, vem a peste (que confirma o caráter histórico do romance) e elimina o inimigo fidalgo, fazendo com que seja possível a união tão desejada por Renzo e Lúcia.
Apesar da trama tipicamente romântica, o romance não é uma representação literária do amor. Ao contrário, Manzoni concentra-se nos episódios sociais, de natureza historiográfica, analisando-os e dissertando sobre eles.
Embora tenham pouca instrução, os protagonistas tentam decifrar a história, Lúcia através da sua fé cega na Providência e Renzo tirando ensinamentos das suas desventuras.
Estão presentes também no romance, características históricas como a forte influência da Igreja sobre a população europeia e o domínio exercido pela nobreza sobre a plebe.
Alessandro Manzoni agiu como um típico romântico ao escrever sua obra prima voltando-se para o passado para buscar inspiração, mas conseguiu distinguir "Os Noivos" dos romances de cavalaria ou de outras obras típicas da época que apresentavam o amor como figura principal do enredo.


12 comentários:

  1. É o 1. Blog que participo, adorei sua resenha , sobre o autor italiano. Como vc sabe, sou uma apaixonada pela cultura da bota, e tudo que vem de lá. N sou escritora, mas gosto de ler e adoro crítica, tanto de literatura, como de cinema. Agora estarei sempre por aqui, já que aprendi o caminho. Grande bacio, carina amica. Ciao!

    ResponderExcluir
  2. quero faze uma pergumta,
    mas a traduçao em portugues é muito ruim e infantil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço tradução brasileira, até porque não existe língua brasileira. Deviam ter cuidado quando escrevem na língua de Camões. O desgracado dá voltas e voltas no tumulo. É o que temos, infelizmente!!! 😜

      Excluir
  3. Gianfranco...pelo que sei, a tradução em português não é ruim, apenas é antiga.

    ResponderExcluir
  4. Estou terminando a leitura de Os Noivos, versão em 2 volumes, publicado pela W. M. Jackson Inc. Editores - tradução do Sr. Raul de Polilo.
    Maravilhoso o romance de Manzoni; estou com pena de já estar no final.
    Ah,sou professora de História, apaixonada por literatura.

    ResponderExcluir
  5. Muito bem escrita essa critica a esse romance do Manzoni. Eu sou italiano, e moro na Italia, e realmente o romance do Manzoni è um dos pontos mais altos da literatura italiana, porque inaugura na Italia o romance historico, que na verdade era mais uma caratceristica da Inglaterra. O livro è importantissimo por nos italianos porque, alem de todo o resto, os temas que o Manzoni apresenta serviram como um instrumento de agremiaçao dos italianos, desde que na epoca em que foi escrito o livro (1840 mais ou menos) a Italia ainda nao existia, mas existiam apenas principados, reinos, ducados, etc. espalhados pela bota, cada um em luta com os outros. O livro do Manzoni serviu para unificar a lingua e unificar os povos dessas varias italias. Algumas decadas depois do livro a Italia foi feita (ou seja unificada) e se abriu o grande problema da unificaçao da lingua, ainda diferente em varios dialetos nas varias regioes da bota. Pois è, entao, esse livro è importante nao so pelos aspeitos artisticos, mas pelos aspeitos historicos.
    Grato pela atençao e desculpem por favor o meu portugues rudimentar.
    Antonio Marzano

    ResponderExcluir
  6. É uma honra falar sobre este livro e ainda mais recebendo estes elogios de um conterrâneo do Alessandro Manzoni.
    Obrigada Antonio.

    ResponderExcluir
  7. Bem, eu nunca li este livro, mas vejo q nunca eh tarde pra fazer isso! Encontrei o blog pq tava pesquisando se existe um filme baseado neste livro, minha mae tem uma edicao, tao antiga! Acho q chama Os Imortais da Literatura... Mt bm seu resumo, se tem um filme, me avise!

    ResponderExcluir
  8. Josilane...eu li o livro desta mesma edição que a sua mãe tem, na verdade há poucas traduções do romance para a língua portuguesa, a maioria são antigas. Eu não tenho notícia que que exista um filme, mas acredito que possa haver sim, pois é um livro clássico e popular na Itália. Se eu descobrir, te aviso.Obrigada e comente sempre.

    ResponderExcluir
  9. Alguém sabe me dizer qual o narrador desse conto se é em primeira pessoas ou em outros tipos de narração por favor

    ResponderExcluir
  10. Ótimo livro, estou quase acabando, recomendo

    ResponderExcluir
  11. Realmente um excelente livro, recomendo a leitura.

    ResponderExcluir